14 setembro 2005

A derrota, sem moralismos.

Ora ai está o que se temia. É um sonho de qualquer um ver a equipa a jogar com quinze, ou mais, atacantes. É um sonho não se fazer faltas (treze em noventa minutos é obra). É um sonho não ter médio defensivo. É um sonho ver um remate a cada 5 minutos. É um sonho cada canto parecer um pénalti. É um sonho ver a procura da vitória quando o empate já não é mau.
Mas se o sonho comanda a vida é uma utopia pensar que assim é que se ganham jogos na liga dos campeões.
Eu já acordei, o Co Adriaanse ainda não sei mas não estou preocupado.

Jogar fora (na Escócia) na liga dos campeões e parecer um jogo a porta fechada, foi isso que se passou na primeira meia hora.
Não foi assim uma invenção tão má (só para mim, já sei) o Pepe a lateral direito (foi o MVP para a UEFA). É rápido, deu uma ajuda aos centrais nas bolas bombeadas, subiu umas quantas vezes em apoio ao ataque fez um ou dois lançamento laterais longos e marcou dois golos, ou um e meio. É certo que falhou no terceiro golo, mas o Grego (Sorte de gregos) se tem rematado de frente para a baliza não conseguia colocar a bola tão bem.
Um remate um golo, é o suficiente, uns esqueceram-se que quando não temos a bola temos de defender e os dois centrais esqueceram-se de subir para colocar cinco adversários em fora de jogo. A saída de Pedro Emanuel veio ainda agravar mais aquela peneira. O César esteve muito bem mesmo assim, não foi por ele que a defesa falhou, foi o melhor do Porto.
Um ressalto vindo não sei bem de onde e a ingenuidade do Baia e do arbitro deu outro golo.
É uma pena ver o Lucho a jogar tão recuado, os passes de risco só podem ser para atacar. O Ibson correu que se fartou, como sempre. O Diego saiu cedo, e se é verdade que nem tenha feito um grande jogo, o Jorginho embora tenha jogado bem não é o distribuidor de jogo que se precisa, joga muito com os olhos na bola.

Positivo foi mesmo verificar que esta equipa teve capacidade de recuperar por duas vezes o resultado, a disciplina continua ou já é uma imagem de marca, quem diria, e continua sem se despejar bolas para a área a torto e a direito á procura do milagre.
Não seria este texto assim se um, pelo menos um, remate dos vinte que se fez tivesse acertado, não contando com os dois que o Sokota defendeu por eles.
Não jogamos assim tão mal mas perdemos, é o que conta.

Se sabe mal perder a descida a terra é boa conselheira.

5 Comments:

Blogger motard a bordo said...

Sim Sr., tudo isso é muito certo, mas com as declarações do sr. Co pensei que a Liga dos Campeões já estaria ganha. O que pensará o José Mourinho.

8:13 da tarde  
Blogger inspector closeau said...

Pelas declarações já temos dois candidatos em Portugal e o José.

9:30 da manhã  
Blogger Renato said...

concordo com tudo mas a equipa falha demais no ataque e dps a defesa compromete

3:19 da tarde  
Blogger pé em ®iste said...

O FCP, resumindo a coisa a meia dúzia de palavras, jogou à Real Madrid. O que nos dias que correm não é lá muito elogioso.

7:06 da tarde  
Blogger inspector closeau said...

Pé, não deixa de ser uma boa comparação, em termos tácticos, mas ninguém é titular por motivos publicitários ou de revistas cor-de-rosa. E logo eu que não consigo gostar do Real. : )

11:55 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home